ATLETAS


Os ingloriosos membros e atletas do Real Gothic Brasil:






Freon
Numero: 8
Jogos: 42
Gols: 51
Bio: Gótico assumido, orgulhoso e militante da causa.
E
x-frustrado aspirante a jogador, durante anos tentou organizar atividades esportivas entre os darks. Em 2009, foi um dos articuladores do amistoso Góticos X Death Rockers, que foi o embrião do que viria a ser o Real Gothic Brasil. Em 2012 fundou o Real Gothic Brasil. É o capitão do time. Tem desenvolvido novas táticas e dribles ao universo futebolístico, como o "Carossel Fantasmagórico" e a "Pedalada Fúnebre".
Bandas Preferidas: Cabine C, Clan of Xymox, Mephisto Walz, Pink Turns Blue, Plastique Noir, Tones on Tail, Bauhaus, The Frozen Autumn...











Taís Pandora
Numero: 13
Jogos: 34
Gols: 10
Bio: Mezzo gótica, mezzo metaleira com catupiri.
Trevosa, santista e defensora do futebol arte, está sempre afim de praticar alguma atividade física e quebrar o machismo do esporte bretão. Taís foi a primeira a aderir de corpo e alma ao projeto do Real Gothic Brasil, participando desde o início, sempre com muito entusiasmo e determinação. Não dispensa a maquiagem pra jogar.

Bandas Preferidas: The Sisters of Mercy, Wolfsheim, The Cure, Plastique Noir, The Smiths...












Ed Sakuya
Numero: 15
Jogos: 37
Gols: 52
Bio: Grande boleiro, gosta de um bom Rock e frequenta a cena gótica.

Ao saber da existência do Real Gothic Brasil ficou impressionado e logo quis participar. Seu intuito é alcançar o sétimo sentido na arte da bola. Descobriu o caminho para o "Arayashiki" quando começou a jogar com lápis nos olhos. Sua técnica fatal é o arranque mortal do samurai das trevas.

Bandas Preferidas: London After Midnight, The Cruxshadows, Placebo, The Sisters of Mercy, Buck Tick...












Bill Jones
Numero: 5
Jogos: 25
Gols: 03
Bio: Gótico Corporativo (geralmente à paisana), bom cervejeiro e apelão em Street Fighter. Apesar de sua simpatia ao sedentarismo, interessou-se pelo Real Gothic Brasil, pois é um time alternativo de pessoas com gostos em comum no futebol e na música.
Músico, auto elegeu-se diretor da seleção musical dos jogos.
Bandas Preferidas: Diary of Dreams, Clan of Xymox, Silke Bischoff, The Sisters of Mercy, Plastique Noir...












Julio Gomes
Numero: 80
Jogos: 11
Gols: 07
Bio: Gosta de Darkwave, Gothic Metal, Metal Industrial e da estética e da literatura que envolvem o universo gótico. Aprecia a poesia de Álvares de Azevedo, Augusto dos Anjos e Lord Byron. Ao conhecer o Real Gothic Brasil, realizou um antigo desejo de dividir sua paixão pelo futebol com pessoas com gostos semelhantes. Possui uma alma trevosa que reflete em um semblante maléfico para aterrorizar os adversários.
Bandas Preferidas: Sopor Aeternus, The Cure, Depeche Mode, Marilyn Manson, Lacuna Coil...












Silas Vegan
Numero: 3
Jogos: 24
Gols: 06

Bio: Presidente do núcleo "666 from Hell" do time.
Encontrou no Real Gothic Brasil a solução para sua eterna busca de unir duas paixões: música underground e futebol. Mais ligado a cena Metal, curte Doom, Funeral Doom Metal e Dark Ambient, mas também admira e circula pela cena gótica. Aplicado telespectador de campeonatos, é também exímio especialista em formular esquemas táticos fracassados.
Bandas Preferidas (góticas & relacionadas): Trisomie 21, Diary of Dreams, Blutengel, Joy Division, Lacrimosa...













Tucho Gonzalez
Numero: 13
Jogos: 10
Gols: 05
Bio: Inspirado pelo poderoso São Paulo FC de Telê Santana e pelo clássico anime Super Campeões, é um apaixonado por futebol desde a infância. Cantor profissional, na música também foi educado desde pequeno pelo seu irmão mais velho, por meio de sonoridades góticas e alternativas. Convidado a conhecer o time, de imediato gostou da ideia do Real Gothic Brasil, somando forças com muito empenho.
Bandas Preferidas: Diamanda Galas, Christian Death, Nine Inch Nails, The Cure, Radiohead...












Osmair Dark
Numero: 17
Jogos: 18
Gols: 04
Bio: Dark das antigas, gótico desde sempre, viveu a cena dos anos 90, frequentando casas e festas emblemáticas do período. Baixista solitário, é um dedicado apreciador da música que envolve o universo gótico e mestre na arte de floodar comunidades com vídeos de musicas. É também um experiente e esforçado jogador de futebol e com o Real Gothic Brasil, descobriu a melhor maneira de praticar esse esporte.
Bandas Preferidas: Ghost Dance, X-Mal Deutschland, This Ascencion, Bauhaus, Farblos...













Elen Tornado
Numero: 666
Jogos: 19
Gols: 02
Bio: Desde a adolescência, curte a atmosfera obscura e um visual trevoso. Tem verdadeira fixação por Álvares de Azevedo. Na sua trajetória sombria, transitou por diversos gêneros e grupos, como New Metal, Metal Sinfônico e Gothic Metal. Mas quando ouviu Frozen Autumn pela primeira vez se apaixonou e, a partir de então, passou a se aprofundar e se envolver cada vez mais com a Subcultura Gótica.
Amante de futebol, no ginásio integrava o time oficial da escola.
Bandas Favoritas: The Frozen Autumn, Clan of Xymox, The Mission, The Sisters of Mercy, Paradise Lost...












Jules Carioca
Numero: 18
Jogos: 07
Gols: 01

Bio: Não se engane, apesar de toda pinta de marombeiro, descolado e praieiro, é um gótico sensível, discreto, minimalista, amante de poesia, cinema expressionista e Edgar Allan Poe. Odeia o calor. No Real Gothic, busca alguma diversão e lazer através do futebol e boas amizades.
Bandas Preferidas: Fields of the Nephilim, Siouxsie & The Banshees, Cocteau Twins, Lebanon Hanover e Joy Division.














Kelvyn Esqueleto
Numero: 19
Jogos: 25
Gols: 19

Bio: Fuleiro, ama futebol moderno e globalizado (ovula ao ouvir o hino da Champions League) e tem um gosto musical bastante amplo e não convencional, indo dos gêneros 
mais extremos do Metal até o Shoegaze. Recentemente, passou a se interessar pela Subcultura Gótica, onde tem aulas de trevosidade com Prof. Freon.
Bandas Preferidas (góticas e relacionadas): Dead Can Dance, This Mortal Coil, Zola Jesus, Chelsea Wolf, Grave Pleasures (Beastmilk)...

 










Tiago Knutz
Número: 7
Jogos: 02
Gols: 01
Bio: Baixista da banda carioca de Post Punk - The Knutz.
Flamenguista desde nascença, investe no vigor físico, na raça e na vontade para compensar a falta de apuro técnico e habilidade. Adora futebol e mesmo residindo em outro Estado, apoia o time e sempre que possível está presente, jogando e fortalecendo o Real Gothic Brasil.
Bandas Preferidas: Elegia, Plastique Noir, The Cure, Depeche Mode, Lords of The 
Lost...












Otávio Monstro
Numero: 1
Jogos: 13
Gols: 00
Posição: Goleiro
Bio: Nerd, apreciador da Subcultura Gótica e amante de Rock Alternativo.
Se tornou membro convicto do time logo após tomar conhecimento do projeto. Sofre da síndrome de Dr. Jekyll e Mr. Hyde (O Médico e o Monstro) e e
xerce a função mais ingrata, inglória, triste e existencialista das quatro linhas.
Bandas Preferidas (góticas & relacionadas): She Wants Revenge, The Cure, The Sisters of Mercy, Depeche Mode, Poesie Noire...












Aline Casper
Numero: 666
Jogos: 10
Gols: 00
Bio: Uma garota Glam-Gothic-Farofa.
Graduanda na arte de desfiar e armar cabelos e especialista em técnicas de montação, identificou-se com o apelo visual do Real Gothic Brasil.
Seu esporte favorito é a degustação de pratos variados e quitutes, mas resolveu dar uma chance ao futebol quando conheceu o time dos morcegos.

Bandas Preferidas: David Bowie, HIM, The Cure, Bauhaus, New Order... 



Kei Hrist
Numero: 80
Jogos: 21
Bio: Uma torcedora Baby-Bat.
É trevosa, mas ainda precisa completar algumas SideQuest's para conseguir concluir suas Skills góticas e alcançar o level máximo.
Conheceu o Real Gothic Brasil através de amigos que jogam no time e passou a colaborar com suas técnicas magicamente mágicas para material gráfico, fotografia e edição. 

Bandas Preferidas: The Merry Thoughts, X-Mal Deutschland, Bat Noveau, Shadow Image, The Sisters of Mercy...










Taizinha Batz
Numero: 7

Jogos: 11
Bio: Líder da Bat-Torcida, é a primeira e mais fiel torcedora do Real Gothic Brasil (e muitas vezes a única).
Gótica de carteirinha, apoia o time sempre que possível, fotografando, gravando e torcendo com muito entusiasmo (em níveis gothz, claro).

Bandas Preferidas: Siouxsie & The Banshees, Escarlatina Obsessiva, Diva Destruction, Switchblade Symphony, The Frozen Autumn...














Christian Anubis
Numero: 11
Jogos: 04
Gols: 00
Bio: Organizador de eventos e DJ na cena gótica paulistana desde o final dos anos 80, é corintiano roxo e no Real Gothic Brasil encontrou a oportunidade de se dedicar a sua segunda paixão - o futebol. Veterano na arte de jogar de coturno, conhece todos os macetes de uma boa botinada.

Bandas Preferidas: Christian Death, Deine Lakaien, Project Pitchfork, Diorama, Diary of Dreams...














Luiz Stendhal
Numero: 6
Jogos: 08
Gols: 01
Bio: O autêntico filoso-goth. Luiz entende sua participação no Real Gothic Brasil "como uma oportunidade de praticar esporte e contribuir para o estabelecimento de bons laços de companheirismo, união, respeito, além de divulgar toda riqueza e potencial das culturas alternativas". (STENDHAL, Luiz. Contribuições de um gótico para a filosofia. São Paulo, editora Morcego, 2013)















Klaus
Numero: 10
Jogos: 03
Gols: 00
Bio: Um dos Death Rockers mais ativos no Brasil, organiza importantes eventos nessa área. Sempre apoiou a criação de um time alternativo, embora sua preguiça e falta de bom trato com a redonda não o incentive muito a jogar. É um dos remanescentes do lendário amistoso Góticos x Death Rockers, de 2009.
Zumbi conservado em formol, costuma jogar futebol uma vez a cada década, fato que o configura como o típico camisa 10 em extinção.
















Frango
Numero: 00
Jogos: 03
Gols: 06
Bio: Foi um dos articuladores do amistoso que viria a ser o embrião do Real Gothic Brasil. Artilheiro Death Rock, Frango é um andarilho da bola. Já atuou no time dos Death Rockers, dos Góticos, dos Rockers e atualmente dizem que atua no time dos filósofos. Entretanto, sabemos que morcegos e caveiras ainda habitam sua alma...

Bandas Preferidas: Cinema Strange, Crippled Ballerinas, Death Cult, Phantom Limbs, The Slims...















.


4 comentários:

Mimo Funcionais disse...

Para jogadora 13 sem torcedor especial é Rafael de 6 meses, nascido dia 13 de 2013. Vai çá 13.

Anônimo disse...

Vamos acertar um jogo, Pagodeiros FC x VCS AI...

Revax disse...

Precisar de reforço estou disponível, só que moro longe, kkkk

Orlock C disse...

ADorei descobrir voc~es. Sou da época em que ainda éramos muito discriminados, até dentro de casa como eu fui e muito.
Espero conhecer o clube e gostaria muito de ter uma camisa já que não posso jogar e moro muito longe.
Abraços. Sombra.