terça-feira, 7 de novembro de 2017

REAL GOTHIC 4 X 16 BULLS

Useless!



06/10/17. Uma data que ficará cravada na história do Real Gothic. Cravada como estaca no coração de um vampiro. Cravada como lágrimas em um coração angustiado. Cravada como o atropelo de um búfalo em um morcego indefeso. 
Afinal, foi exatamente isso o que aconteceu. Um verdadeiro atropelo. A maior e mais humilhante derrota já sofrida pelos morcegos até o momento. Ok, devemos considerar que enfrentamos um adversário fortíssimo. O Bulls é um time paulistano voltado ao público gay; sem duvidas, o grande nome entre os diversos times que surgem dentro da comunidade LGBT. E apesar de nova, a equipe já começa a construir uma galeria respeitável de troféus e conquistas.



Mas, apesar de todos os prognósticos, aceitamos o desafio!


O jogo ocorreu na arena sintética do Ipiranga, onde os búfalos treinam semanalmente. E os mandantes compareceram em peso, eram pelo menos 20 atletas presentes! Do nosso lado, um elenco enxuto e cheio de desfalques importantes. 



Reconhecendo a enorme dificuldade que enfrentaríamos, planejamos jogar defensivamente e com muita cautela. Mas a estratégia não surtiu efeito. O Bulls é um time extremamente competitivo, estão em um outro nível. Nossa resistência durou pouco. Com facilidade, eles aplicaram uma sonora goleada no primeiro tempo, definindo a vitória: 9 x 3.

Na segunda etapa, com os mandantes colocando seu time reserva em campo, até conseguimos melhorar o desempenho. Mas a pequena esperança desmoronou quando o goleiro Henrique Muller (que vinha evitando um desastre ainda maior com excelentes defesas) sofreu uma séria contusão, deslocando o ombro e tendo que ser retirado da peleja. Que fase! 



Sem goleiro, éramos novamente presas fáceis para o massacre da manada rubro-negra. A segunda etapa terminou com um simbólico 7 x 1. Sem palavras. Placar final: 16 x 4. De volta ao nosso devido lugar. Dust to Dust. Vexame to Vexame.






Ficha Técnica
Real Gothic 4 x 16 Bulls
Jogadores: Henrique (G), Freon, Flávio Sioux, Silas, Kelvyn Esqueleto, Osmair, Elen e Juan.
Gols: Esqueleto (2), Osmair (1) e Contra (1).



Trilha Sonora:




quinta-feira, 12 de outubro de 2017

REAL GOTHIC 5 X 7 NATUS

Wax and Wane!


No dia 07/09/2017, entramos em ação novamente. Dessa vez, enfrentamos o Natus FC, um time voltado ao público gay. O duelo aconteceu na Arena Central, no coração da capital paulistana. A novidade do dia foi a estreia de um novo goleiro. Após uma negociação intricada entre Real Gothic e Via Underground (envolvendo dezenas de galões de vinho), Henrique Muller foi definitivamente contratado pelo escrete das sombras. Temos o goleiro mais gótico do Brasil!

Uma equipe do programa Documento Especial da Rede TV, entrevistou alguns morcegos e acompanhou a partida.

Bastidores da Gravação.


Vai começar!

A quadra da Arena Central era muito pequena, o que dificultava a troca de passes e os dribles longos. Mesmo assim, começamos bem. Logo no início, Freon ficou de frente com o arqueiro adversário, que fechou o angulo e evitou o gol. Depois, após arremate do capitão, Flávio Sioux pegou o rebote e abriu o placar: 1 x 0. Minutos mais tarde, Sioux retribuiria o presente, mas Freon desperdiçou excelente chance. Contudo, após um chute despretensioso, o Natus empatou a peleja: 1 x 1. E após desatenção da nossa zaga, eles viraram e dilataram o marcador: 3 x 1. Apesar disso, a partida seguia equilibrada. Já no final da primeira etapa, Freon descontou: 3 x 2. O jogo estava aberto, indefinido.






Infelizmente, nosso rendimento caiu muito no segundo tempo. Mal posicionados e com uma marcação frouxa, perdemos o foco. E contra um adversário forte como o Natus, qualquer deslize pode ser fatal. Assim, sofremos uma goleada: 7 x 2. O resultado parecia definido, mas não nos rendemos. Com raça, Freon (duas vezes) e Ed marcaram e encostamos no placar: 7 x 5. Conseguimos reequilibrar a peleja, pressionamos muito no final mas não havia mais tempo. Fim de jogo!


Henrique fez ótima estreia mas não evitou a derrota do escrete.

Agradecemos ao Natus pela companhia e oportunidade. Foi um grande jogo!



Ficha Técnica
Real Gothic 5 x 7 Natus
Jogadores: Henrique (G), Freon, Ed, Flávio Sioux, Bruno, Silas, Kelvyn Esqueleto, Julio, Bill, Elen, Aline e Taís.
Gols: Freon (3), Flávio Sioux (1) e Ed (1).



Trilha Sonora:

quinta-feira, 28 de setembro de 2017

FESTIVAL OCUPA PACAEMBU




No dia 26/08/2017, o Real Gothic Brasil participou do Festival Ocupa Pacaembu. O evento fazia parte das programações do Encontro Estéticas das Periferias, que visa mobilizar inúmeros espaços culturais das periferias da capital paulista. Com o apoio da equipe do Museu do Futebol, o Festival contou com um torneio de futebol de rua, além de feira de economia solidária, exibição de filmes, apresentações musicais e intervenções artísticas. O campeonato, além de homenagear a equipe dos Meninos Bons de Bola (completando 1 ano de existência), contava com a participação de 16 equipes alternativas, que traziam consigo diversas bandeiras sociais. Ficamos extremamente gratos pelo convite!

Vamos ao torneio!

Os Grupos!

Os jogos foram realizados em frente o Estádio do Pacaembu - na emblemática Praça Charles Miller - e no mais autentico e nostálgico esquema do futebol de rua: Sem juiz, sem goleiro, golzinho pequeno e jogos rápidos com duração de dez minutos. As equipes foram divididas em quatro grupos, sendo que o primeiro colocado de cada chave se classificaria para as semifinais. O sistema de pontuação era amplo: Vitória valia 3 pontos, empate computava 2 pontos e os perdedores também ganhavam 1 ponto. Além disso, havia a possibilidade de ganhar 1 ponto extra de Fair Play

O Real Gothic estava no Grupo A, junto com o Projeto Esperança e mais duas equipes dos Meninos Bons de Bola.



Real Gothic X Meninos Bons de Bola B
O jogo de estreia do Real Gothic foi com a equipe B dos Meninos Bons de Bola. O sol forte incomodou e atrapalhou o rendimento dos morcegos, mas Freon e Osmair marcaram e abriram uma boa vantagem de 2 x 0. Em uma jogada oportunista, os Meninos encostaram: 2 x 1. Mas já nos minutos finais, Ed e Freon deram números finais ao duelo: 4 x 1.
__________

Real Gothic X Projeto Esperança
No segundo jogo, enfrentamos o Projeto Esperança, entidade que atende jovens carentes portadores de HIV. Na primeira rodada, o jovem time do Esperança havia atropelado a equipe principal dos Meninos Bons de Bola, mostrando que eram a equipe mais forte do grupo. Cautelosos, sabíamos que esse seria o momento decisivo para nossa classificação!

O embate crucial!

E, sem dúvidas, esse foi um dos jogos mais eletrizantes de todo o certame! Estratégicos, iniciamos a peleja bem posicionados na defesa, sem dar espaços aos oponentes. E com um contra-ataque fulminante, abrimos 2 x 0 no placar, gols de Flávio Sioux e Freon. Ed ainda desperdiçou uma chance valiosa de dilatar o marcador. Morcegos arrasadores!


Ataque cirúrgico e defesa sólida - o início ideal!

Contudo, o habilidoso escrete do Projeto Esperança não se deu por vencido e começou a reagir. Eles empataram a partida e desestabilizaram totalmente a nossa tática. Nervosos, perdemos o foco inicial, esquecemos o posicionamento estabelecido e assistimos atônitos os adversários marcarem outros dois tentos em sequencia, virando o placar: 4 x 2.
Mas a partida não estava definida e, como um morto-vivo, ousamos renascer. Não tínhamos mais nada a perder e partimos com tudo para o ataque. Esqueleto marcou: 4 x 3. Pressão total do Real Gothic! O empate estava próximo!
 

Esperança começa a dominar, góticos resistem.

O confronto ficou dramático. Atacamos muito, mas o tempo era nosso inimigo. Segundos preciosos foram perdidos em reposições de bola vagarosas. E, já nos lances finais, veio o derradeiro golpe. Gol do Esperança, minando qualquer tentativa de reação: 5 x 3. Fim de jogo. Jogamos com raça, mas ficou um gosto amargo, pois a vitória esteve perto.
__________

Real Gothic X Meninos Bons de Bola
Infelizmente, apenas uma equipe se classificava e, eliminados, encerramos nossa participação enfrentando a equipe "A" dos Meninos Bons de Bola. Esse também foi um jogo extremamente equilibrado. Em franca evolução, os Meninos abriram o marcador: 1 x 0. Esqueleto marcou dois gols e virou o jogo para os morcegos: 2 x 1. O duelo era frenético, com boas chances para ambos escretes. Confiantes, os Bons de Bola guardaram mais dois tentos, ficando novamente na frente: 3 x 2. Entretanto, Esqueleto e Ed foram as redes novamente e definiram o suado triunfo do Real Gothic: 4 x 3.



Jogo tenso com os Bons de Bola.
__________

A grande final foi de peso: Unas Heliópolis e Projeto Esperança. 

Foi um duelo digno da grandeza alternativa do Festival. Tecnicamente, as equipes eram niveladas, mas a agremiação de Heliópolis não tomou conhecimento do temível Projeto Esperança e com uma surpreendente goleada ficou com o título.


Vídeo Resumo do Festival:




O Real Gothic terminou em 6º lugar na classificação final. 


Tabela Completa:


Novamente, agradecemos o convite e a participação de todos os envolvidos nesse grande evento! 


Ficha Técnica
Real Gothic 4 x 1 Meninos Bons de Bola B
Jogadores: Freon, Ed, Flávio Sioux, Osmair, Elen e Kelvyn Esqueleto.
Gols: Freon (2), Osmair (1) e Ed (1).


Ficha Técnica
Real Gothic 3 x 5 Projeto Esperança
Jogadores: Freon, Ed, Flávio Sioux, Osmair, Elen e Kelvyn Esqueleto.
Gols: Freon (1), Flávio Sioux (1) e Esqueleto (1).

Ficha Técnica
Real Gothic 4 x 3 Meninos Bons de Bola
Jogadores: Freon, Ed, Flávio Sioux, Osmair, Elen e Kelvyn Esqueleto.
Gols: Esqueleto (3) e Ed (1).



Trilha Sonora:





quinta-feira, 31 de agosto de 2017

WORLD CUP VIA UNDERGROUND II

A Copa voltou!

No dia 30/07/2017 aconteceu a aguardada segunda edição da World Cup Via Underground, evento realizado em parceria com os amigos do Via Underground - tradicional festa gótica de São Paulo. A brincadeira já havia sido realizada com sucesso no final do ano passado e todos clamavam ansiosos por uma nova edição. Demorou, mas finalmente os mais estrelados amaldiçoados craques do planeta voltaram para a Arena Penha - novamente palco desse sombrio certame.

Além do futebol - mero detalhe - muita música e churrasco para os presentes!
E mesmo sob forte sol, aos poucos, uma revoada de morcegos pousou na arena.

 

Dessa vez, a Copa se resumia em um único jogo oficial: Real Gothic x Via Underground, o duelo mais trevoso da América! O Real Gothic faria seu primeiro jogo após a gloriosa conquista do Festival Rosa Negra. O clima entre os morcegos era de tranquilidade. Por outro lado, a Sociedade Esportiva Via Underground queria revanche da derrota sofrida no ano passado e comparecia recheada de reforços e com muita disposição. O embate prometia altas emoções!

O vestiário mais gótico do mundo!



Logo no início, Freon inaugurou o marcador: 1 x 0. Mas o Via reagiu rapidamente. Primeiro com Ernesto, que carimbou a trave do goleiro Maurício, assustando os morcegos. Pouco depois, Fábio Mendes empatou a peleja: 1 x 1. O jogo ficou truncado, mas Ed fez um golaço do meio de campo, encobrindo o arqueiro Eduardo: 2 x 1. Fim do primeiro tempo.


Camarotes disputadíssimos na Arena Penha!


Primeiro tempo acirrado!

O embate ficou ainda mais dramático quando o aguerrido Fábio Mendes marcou novamente: 2 x 2. O escrete do Via cresceu no jogo e esteve perto da virada, mas Flávio Sioux descolou um lançamento precioso para Kelvyn Esqueleto aliviar o sufoco: 3 x 2. Minutos depois, Freon tabelou com Sioux e ampliou a vantagem: 4 x 2. Já no fim, Jonas marcou para o Via, forjando uma nova reação: 4 x 3. Contudo, não havia muito tempo e já no ultimo lance, Esqueleto anotou mais um, fechando a tampa do caixão e dando números finais ao duelo: Real Gothic 5 x 3 Via Underground. Fim de jogo!


Algumas imagens desse eletrizante duelo:



O jogo terminou mas a festa prosseguiu, afinal esse é o espírito do evento.
Agradecemos imensamente a presença de todos e nos vemos na próxima!

Vídeo do Evento:





Ficha Técnica
Real Gothic 5 x 3 Via Underground SE
Jogadores: Maurício (G), Taís, Freon, Ed, Flávio Sioux, Kelvyn Esqueleto, Silas, Elen, Osmair, Julio, Bill, Bruno e Aline.
Atletas Convidados: Mexicana, Alef Patrick e Mirian London.
Gols: Freon (2), Esqueleto (2) e Ed (1).



Trilha Sonora:

sexta-feira, 28 de julho de 2017

REAL GOTHIC 3 X 3 BOLERAGEM FC

Pity for the Self!


No dia 10/06, os morcegos entraram em ação novamente! Dessa vez, os oponentes foram os caras do Boleragem FC. Um adversário forte e dedicado. O jogo foi realizado em campo society, no complexo Riplay Sports Imigrantes. Juan Banban, ex-segurança do Aeroflith, foi a novidade do escrete das sombras. Ele fez sua aguardada estreia pela equipe.

Além dele, alguns novos e bem-vindos rostos reforçaram nossa torcida. O clima era de muita disposição. Foi o primeiro jogo do Real Gothic após a gloriosa e surpreendente conquista do Festival Rosa Negra. Avante, trevosos! Let's Gothz!






O Boleragem estava confiante, crente em uma fácil vitória. Humildes, nós iniciamos o jogo com cautela. A peleja estava equilibrada, mas após deslize do goleiro Warley, os mandantes abriram o marcador: 1 x 0. Mesmo na defensiva, aos poucos, começamos a criar boas jogadas de ataque. Ed arriscou jogada individual, driblou um zagueiro, chutou forte e empatou: 1 x 1. Os mandantes sentiram o golpe e passaram a ser mais audaciosos no ataque. Warley fez boas defesas, mas não conseguiu evitar um chute colocado da intermediária: 2 x 1. E assim terminou a acirrada primeira etapa.


A matriarca Pandora agora é, temporariamente, nossa treinadora.

Voltamos mais ofensivos ao segundo tempo. Bruno tabelou com Ed e igualou novamente o placar: 2 x 2. O Boleragem tinha mais posse de bola, mas não conseguia ser produtivo. Por outro lado, os morcegos eram cirúrgicos. Após trama de passes entre Freon e Ed, a bola sobrou para Juan Banban, anotar o gol da virada: 3 x 2. Surpresa na Riplay Imigrantes!




Ainda desperdiçamos preciosas chances de pregar a tampa do caixão. Contudo, o Boleragem também era perigoso e, faltando menos de cinco minutos para o fim, eles aproveitaram um contra-ataque e conseguiram empatar o duelo. 


Fim de jogo!
Depois, concedemos uma entrevista ao canal dos adversários, TV BOLERAGEM:


E, aqui, vídeos com momentos da partida:
Nota: Lamentamos e repudiamos o comportamento depreciativo e preconceituoso demonstrado por alguns atletas do Boleragem FC (como mostra o vídeo). Entendemos que o "futebol alternativo" preza, antes de qualquer coisa, pela diversidade e inclusão.
Reforçamos essa mensagem e esperamos que seja plenamente compreendida.



Agradecimentos ao fotógrafo: Helvis Ferreira.


Ficha Técnica
Real Gothic 3 x 3 Boleragem FC
ogadores: Warley (G), Taís, Freon, Ed, Kelvyn Esqueleto, Silas, Elen, Osmair, Bruno, Flávio Sioux, Julio, Aline e Juan.
Gols: Ed (1), Bruno (1) e Juan (1).



Trilha Sonora: